Salário-Família

Salário-Família é um benefício que é pago ao trabalhador ou ao aposentado que serve para auxiliar o beneficiário a melhorar a condição de vida da sua família. Embora o valor do Salário-Família seja baixo, ainda assim qualquer dinheiro a mais ajuda para quem possui família, não é mesmo?

Por isso esse benefício é de extrema importância, pois, com ele, a pessoa pode comprar: alimentos, material escolar, roupas e diversos outros itens de necessidade básica para seus dependentes de maneira a pesar menos no seu bolso.

Por isso compartilhe esse artigo com todas os seus amigos para que, cada vez mais, um maior número de pessoas possa saber qual é o seu direito.

salario-familia quem tem direito e ate que idade recebe o beneficio

Salário-Família: Veja Quem Tem Direito e Até que Idade Pode-se Receber o Benefício

O que é o Salário-Família?

É um benefício pago ao trabalhador ou ao aposentado que visa auxiliar a sua família a ter uma vida mais saudável e com maior estabilidade financeira.

Ele é pago somente a quem possui filho menor de 14 anos ou inválido, não sendo, portanto, um benefício em que basta ter um cônjuge ou companheiro(a) para receber.

Quem Tem Direito ao Salário-Família?

Tem direito ao benefício aquelas pessoas que:

  • possuírem filhos menores de 14 anos ou filhos inválidos(de qualquer idade)
  • ter remuneração salarial dentro do teto para o recebimento

Para receber a pessoa precisa estar empregada, inclusive como empregada doméstica, ou ser trabalhador avulso ou estar recebendo auxílio-doença, aposentadoria por invalidez ou aposentadoria por idade rural.

Um número grande de pessoas possuem esse direito, poderá ver na tabela mais abaixo os valores e as faixas de renda aptas a receber atualmente e em anos anteriores:

A PARTIR DE: FAIXA 1 (em R$) FAIXA 2 (em R$) NORMATIVO
01/01/2018 Até 877,67 – cota 45,00 de 877,67 a 1.319,18 – cota 31,71 Portaria MF n° 15, de 16/01/2018
01/01/2017 Até 859,88 – cota 44,09 de 859,89 a 1.292,43 – cota 31,07 Portaria MF n° 8, de 13/01/2017
01/01/2015 Até 725,02 – cota 37,18 de 725,03 a 1.089,72 – cota 26,20 Portaria n° 13, de 09/01/2015
01/01/2014 Até 682,50 – cota 35,00 de 682,51 a 1.025,81 – cota 24,66 Portaria n° 19, de 10/01/2014
01/01/2013 Até 646,55 – cota 33,16 de 646,56 a 971,78 – cota 23,36 Portaria n° 15, de 10/01/2013
01/01/2012 Até 608,80 – cota 31,22 de 608,81 a 915,05 – cota 22,00 Portaria nº 02, de 06/01/2012
01/01/2011 Até 573,91 – cota 29,43 de 573,92 a 862,60 – cota 20,74 Portaria nº 407, de 14/07/2011
01/01/2010 Até 539,03 – cota 27,64 de 539,04 a 810,18 – cota 19,48 Portaria nº 333, de 29/06/2010
01/02/2009 Até 500,40 – cota 25,66 de 500,41 a 752,12 – cota 18,08 Portaria nº 48, de 12/02/2009
01/03/2008 Até 472,43 – cota 24,23 de 472,44 a 710,08 – cota 17,07 Portaria nº 77, de 11/03/2008
01/04/2007 Até 449,93 – cota 23,08 de 449,94 a 676,27 – cota 16,26 Portaria nº 142, de 11/04/2007
01/08/2006 Até 435,56 – cota 22,34 de 435,57 a 654,67 – cota 15,74 Portaria nº 342, de 16/08/2006
01/05/2005 Até 414,78 – cota 21,27 de 414,79 a 623,44 – cota 14,99 Portaria nº 822, de 11/05/2005
01/05/2004 Até 390,00 – cota 20,00 de 390,01 a 586,19 – cota 14,09 Portaria nº 479, de 07/05/2004
01/06/2003 Até 560,81 – cota 13,48 Portaria nº 727, de 30/05/2003
01/06/2002 Até 468,47 – cota 11,26 Portaria nº 525, de 29/05/2002
01/06/2001 Até 429,00 – cota 10,31 Portaria nº 1.987, de 04/06/2001
01/06/2000 Até 398,48 – cota 9,58 Portaria nº 6.211, de 25/05/2000
01/06/1999 Até 376,60 – cota 9,05 Portaria nº 5.188, de 06/05/1999

Essa tabela foi retirada diretamente do site do INSS e é modificada a cada ano.

Como dar Entrada no Salário-Família?

É aqui que muitas pessoas cometem erros e não sabem como fazer o requerimento do Salário-Família, mas é bem simples e um direito da pessoa que esteja dentro de um dos tetos dados na tabela acima.

Existem três formas diferentes para solicitação do benefício, a depender de como se encontra atualmente o vínculo empregatício da pessoa:

1 – Empregado formalmente reconhecido

Nesse caso quem paga o benefício é o empregador. Pode ser pago, inclusive, para trabalhadores domésticos.

Deve-se, então, reunir a documentação necessária e fazer a solicitação diretamente na empresa ou no empregador. E, após isso, passará a receber o valor diretamente na folha de pagamento.

2 – Trabalhador avulso

Nesse caso a pessoa deverá fazer a solicitação no sindicato ao qual é vinculado ou no órgão gestor de mão-de-obra.

Deve-se, então, levar todos os documentos que forem solicitados para fazer a solicitação no órgão. Após isso será possível o recebimento junto com os valores frutos do trabalho.

3 – Recebedores de benefícios do INSS

Apenas recebedores de três benefícios previdenciários que podem usufruir do Salário-Família a qualquer momento: auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e aposentadoria por idade rural. Pessoas que recebem outros benefícios do INSS também possuem o direito mas somente se possuírem: mais de 65 anos de idade, se homem, ou 60 anos de idade, se mulher.

Nesses casos a requisição do benefício é feita diretamente junto ao INSS.

O pagamento, então, será feito juntamento com o benefício que já a pessoa já recebe.

Documentação necessária

Para a solicitação do benefício são necessários os seguintes documentos:

  • Número do CPF
  • Documento de identificação com foto
  • termo de responsabilidade
  • certidão de nascimento de cada dependente
  • caderneta de vacinação ou equivalente, dos dependentes de até 6 anos de idade
  • comprovação de frequência escolar dos dependentes de 7 a 14 anos de idade
  • requerimento de salário-família (apenas para processos de aposentadoria ou quando não solicitado no requerimento de benefício por incapacidade)

É preciso fazer a renovação do benefício sempre no mês de novembro apresentando a carteira de vacinação de dependentes de até 6 anos. Já a frequência escolar deve ser comprovada a cada seis meses, nos meses de maio ou novembro.

Salário-Família – até qual idade pode receber?

O benefício é pago ao menor de idade até os 14 anos, quando completar 15 o benefício deixará de ser pago.

A exceção é quando o filho é inválido, onde é pago até quando permanecer a invalidez.

Onde tirar as dúvida sobre o benefício?

Se ainda tiver mais dúvidas sobre o benefício poderá nos deixar um comentário que responderemos o mais rápido possível.

Outra forma é entrando em contato com o INSS para tirar suas dúvidas:

  • em uma Agência do INSS
  • através de ligação para o telefone 135(de segunda a sábado, de 7h às 22h no horário de Brasília )

Mas espero que não tenha restado nenhuma dúvida sobre o Salário-Família e que não precise utilizar outros meios para esclarecer as suas dúvidas.

Fazer um comentário sobre o conteúdo: